terça-feira, 6 de maio de 2014

Reflexões Diárias de A.A.: 06/05

6 DE MAIO
NADA ESCONDA”

 A inteira confiança depositada naquele com quem compartilharemos nossa autoanálise, bem como nossa boa disposição, serão as provas verdadeiras da situação... Desde que você não esconda nada, sua sensação de alívio aumentará de minuto a minuto. As emoções reprimidas durante anos saem de sua clausura e, milagrosamente, desaparecem ao serem expostas. À medida que a dor diminui, uma tranquilidade benéfica a substitui.
 OS DOZE PASSOS E AS DOZE TRADIÇÕES, p.54

    Um pequeno caroço de sentimentos fechados dentro de mim começou a se revelar quando assisti às primeiras reuniões de A.A., e o autoconhecimento tornou-se uma tarefa de aprendizagem para mim. Este novo autoconhecimento trouxe muitas mudanças em minhas respostas às situações da vida. Percebi que tinha o direito de fazer escolhas em minha vida e, lentamente, a ditadura interna de hábitos perdeu seu controle.
    Acredito que se eu procurar Deus posso encontrar uma maneira de viver melhor e peço a Ele todo dia para me ajudar a viver uma vitória sóbria.
______
Meditação do dia:
Embora não nos corresponda fazer um inventário moral do mundo, com algum sentimento de orgulho ou de superioridade, creio que é justo e oportuno fazer notar que os AAs, até esta data, têm manifestado um comportamento coletivo que talvez seja superior à nossa conduta individual. Em nosso caso, parece que o todo é melhor que a soma das partes.”
 (A Linguagem do Coração, p.406)


Daily Reflection
MAY 6
"HOLD BACK NOTHING"


The real tests of the situation are your own willingness to confide and your full confidence in the one with whom you share your first accurate self-survey. . . . Provided you hold back nothing, your sense of relief will mount from minute to minute. The dammed-up emotions of years break out of their confinement, and miraculously vanish as soon as they are exposed. As the pain subsides, a healing tranquility takes its place.
TWELVE STEPS AND TWELVE TRADITIONS, p. 61-62


A tiny kernel of locked-in feelings began to unfold when I first attended A.A. meetings and self-knowledge then became a learning task for me. This new self-understanding brought about a change in my responses to life's situations. I realized I had the right to make choices in my life, and the inner dictatorship of habits slowly lost its grip.
    I believe that if I seek God I can find a better way to live and I ask Him daily to assist me in living a sober life.



Nenhum comentário:

Postar um comentário