quinta-feira, 9 de junho de 2011

Os Três Legados de Alcoólicos Anônimos


Os Três Legados de Alcoólicos Anônimos
As principais heranças dos primeiros vinte anos de Alcoólicos Anônimos são os Legados de Recuperação, de Unidade e de Serviço. Pelo primeiro nos recuperamos do alcoolismo; pelo segundo permanecemos em unidade; pelo terceiro nossa irmandade funciona e serve seu propósito fundamental, que é o de levar a mensagem de A.A. para todos aqueles que dela precisam e a querem.

A parte seguinte deste livro se baseia em três palestras proferidas por Bill, um co-fundador, na comemoração do vigésimo aniversário de A.A. A primeira conta a história das pessoas e das correntes de influência que tornaram possível a Recuperação em A.A. A segunda mostra a experiência da qual foram concebidas as Tradições de Alcoólicos Anônimos, as tradições que hoje mantém A.A. em Unidade. A terceira conta como Alcoólicos Anônimos desenvolveu os Serviços que levam sua mensagem aos mais longínquos lugares da terra.

RECUPERAÇÃO: O PRIMEIRO LEGADO

Estamos reunidos aqui em St. Louis para comemorar o vigésimo aniversário de A.A. Viemos agradecer a Deus o fato d’Ele ter libertado muitos de nós, de nossa escravidão. Estamos aqui para expressar, aos inúmeros amigos de A.A., nossa gratidão por tudo o que eles têm feito para ajudar nesse impressionante milagre de recuperação e compartilhar com eles e com todos os outros a certeza da graça de Deus entre nós.

Perto de muitos de nós, nesta tarde, encontram-se mulheres, maridos, mães, pais, filhos e filhas daqueles que viveram a noite escura do alcoolismo conosco, aqueles que esperaram com dedicação e esperança uma manhã cheia de luz que estava para chegar. Sua fé e fidelidade finalmente foram justificadas e na verdade tornaram possível essa ocasião. Nossa gratidão é algo que nenhum de nós pode dizer em palavras, mas esperamos que todas essas pessoas queridas que nos cercam compreenderão a dimensão do agradecimento que existe dentro de nossos corações.

Desejamos render tributo especial a nossos amigos da medicina e da religião, cujos conhecimentos, fé e ajuda sem limites foram investidos na formação de nossa irmandade e em seu crescimento, através dos vinte anos transcorridos.

Também não podemos nos esquecer daqueles mensageiros de A.A., os homens e mulheres da imprensa e de todos os meios de comunicação, que têm levado a mensagem de A.A. para os alcoólicos sofredores e suas famílias. Somente Deus sabe quanta miséria e quantas mortes eles têm evitado, ao narrar a história de A.A. para o mundo.

Estamos reunidos em St. Louis ainda para um outro propósito, que é de declarar que A.A. atingiu a maioridade. Não estamos afirmando que temos finalmente nos tornado adultos! Mas estamos aqui para considerar que nossos vinte anos de experiência nos têm ensinado, o que são os Legados dessa experiência e o que são as responsabilidades em relação à preservação dessa herança muito valiosa.

Estamos aqui para rever o conhecimento que adquirimos de como nos recuperar de nossa doença, de como permanecer em unidade e de como servir na transmissão da mensagem de A.A. para todos aqueles que ainda sofrem dessa estranha e fatal doença chamada alcoolismo.

Por tradição, em Alcoólicos Anônimos não fazemos discursos. Simplesmente falamos a respeito de nossas próprias experiências e das experiências daqueles que nos rodeiam. Minha palestra não será exceção.

Em meados do verão de 1934, eu estava internado no Hospital Charles B. Towns, no Central Park West. Eu tinha estado lá antes. Eu conhecia o querido velho Dr. Silkworth. Em certa ocasião, ele pensou que eu pudesse me recuperar, mas eu continuava seriamente dependente e agora me encontrava acamado no andar superior do hospital, sabendo pela primeira vez que estava completamente sem esperança.

UNIDADE: O SEGUNDO LEGADO

Hoje, nós de A.A., estamos juntos e sabemos que vamos permanecer juntos. Estamos
em paz uns com os outros e com o mundo que nos rodeia. Por isso, muitos de nossos conflitos são resolvidos e nosso destino parece assegurado. Os problemas de ontem têm produzido as benções de hoje.

Nossa história não é uma história comum; ao contrário, é a história de como, pela Graça de Deus, uma força desconhecida tem-se levantado da grande fraqueza; de como sob ameaças de desunião e colapso, a unidade mundial e a irmandade têm sido forjadas. No curso dessa experiência, temos desenvolvido uma série de princípios tradicionais pelos quais vivemos e trabalhamos unidos, bem como nos relacionamos como uma irmandade para o mundo que nos rodeia. Esses princípios são chamados de Doze Tradições de Alcoólicos Anônimos. Elas representam a experiência extraída de nosso passado, e nos apoiamos nelas para nos manter em unidade, através dos obstáculos e perigos que o futuro nos possa trazer.

Não foi sempre assim. Nos primeiro dias, vimos que era uma coisa para alguns alcoólicos se recuperarem, mas o problema de viver e trabalhar juntos era algo mais. Por conseguinte, foi para um futuro desconhecido que olhamos pela janela da sala de estar da casa do Dr. Bob, em 1937, quando pela primeira vez percebemos que os alcoólicos poderiam ser capazes de se recuperar em grande escala. O mundo ao redor de nós, o mundo de pessoas mais normais, estava sendo destruído. Poderíamos nós, os alcoólicos recuperados, permanecer juntos? Poderíamos nós levar a mensagem de A.A.? Poderíamos nós funcionar como grupos e como um todo? Ninguém poderia dizer. Nossos amigos psiquiatras, com alguma razão começavam a nos prevenir: "Esta irmandade de alcoólicos é dinamite emocional. Seu conteúdo neurótico pode explodi-la em pedacinhos." Quando estávamos bebendo, na verdade, éramos muito explosivos. Agora que estamos sóbrios, bebedeiras secas nos farão explodir?

SERVIÇO: O TERCEIRO LEGADO

Estamos aqui reunidos para as últimas horas da comemoração do vigésimo aniversário de A.A.

Acima de nós está hasteada uma bandeira com a inscrição do novo símbolo de A.A.,
um círculo contendo um triângulo. O círculo simboliza A.A. no mundo inteiro, e o
triângulo simboliza os Três Legados de A.A.: Recuperação, Unidade e Serviço. Dentro do nosso novo mundo maravilhoso, encontramos a libertação e nossa obsessão fatal. Talvez não seja por acaso que escolhemos esse símbolo. Os sacerdotes e os profetas da antiguidade viam o círculo contendo o triângulo como uma forma de afastar os espíritos maus; o círculo de A.A. e o triângulo de Recuperação, Unidade e Serviço, na verdade, têm significado tudo isso para nós e muito mais.

Ao nos reunirmos, em nossa primeira noite, aqui em St. Louis olhamos para a base de nosso triângulo, o Primeiro Legado de A.A. é Recuperação, onde tudo se baseia e da qual tudo depende. Durante nossa segunda noite refletimos sobre a Unidade, o Segundo Legado de A.A., e todo o seu enorme significado para nosso futuro. Agora queremos pensar acerca do terceiro lado de nosso triângulo, o Terceiro Legado de Serviço de A.A., o qual nesta hora de encerramento será passado às suas mãos para sempre. Então nosso símbolo estará completo, e possam a Recuperação, Unidade e Serviço, razão pela qual foi criada nossa Irmandade com a proteção de Deus, estar sempre sob Seu comando por tanto tempo quanto Ele queira usar essa sociedade.

O Décimo Segundo Passo de A.A., levar a mensagem, é serviço básico que nossa irmandade oferece: é o nosso principal objetivo e a razão primordial de nossa existência. A.A. é mais do que um conjunto de princípios; é uma sociedade de alcoólicos recuperados em ação. Precisamos levar a mensagem de A.A., caso contrário nós mesmos podemos cair, e aqueles a quem não chegou ainda a verdade podem morrer. Essa é a razão pela qual dizemos tão freqüentemente que ação é a palavra mágica. A ação para levar a mensagem de A.A. é, portanto o coração de nosso Terceiro Legado de Serviço.

Entretanto, alguns de nós ainda estão um pouco confusos a respeito do Terceiro Legado de A.A. Ainda perguntamos: "O que é exatamente o Terceiro legado?" "Até onde vai a ação de Serviço?"

A resposta é simples. Um serviço de A.A. é qualquer coisa que realmente nos ajude a alcançar companheiros que estão sofrendo. Como temos visto, o chamado do Décimo Segundo Passo é o maior de todos os serviços de A.A. Mas a publicidade que permite ao provável membro entrar em contato conosco, o carro no qual o transportamos, a gasolina que gastamos, as xícaras de café que lhe pagamos e todas essas ajudas foram necessárias para fazer nossa visita possível e eficiente. E isso é somente o começo. Nossos serviços envolvem locais de reuniões, cooperação com hospitais, escritório, folhetos e livros. Os serviços podem precisar de comitês, Delegados, Custódios e Conferências. Incluem pequenas contribuições voluntárias em dinheiro para que o grupo, a área e A.A. como um todo possam funcionar. Os serviços abrangem, desde a xícara de café até a Sede de Serviços Geris, para a ação nacional e internacional. A soma de todos esses serviços é o Terceiro legado de A.A. Tais serviços são absolutamente necessários para e existência e crescimento de A.A. Aspirando simplicidade, muitas vezes nos perguntamos se poderíamos eliminar alguns dos serviços atuais de A.A. Seria maravilhoso não se ter preocupações, nem políticas, nem despesas e nem responsabilidades! Mas isso é apenas um sonho acerca de simplicidade; isso, na
verdade, não seria simplicidade. Sem seus serviços essenciais, A.A. se converteria rapidamente numa anarquia disforme, confusa e irresponsável.

2 comentários:

  1. Excelente publicação. Estou agora no patio da Igreja São Jorge, bairro Partenon, em Porto Alegre, aguardando a chegada dos companheiros que vêm de carro para mais uma reunião, noite chuvosa. +24h e muita serena da de a todos os companheiros e companheiras.
    Companheiro Sigal
    Grupo Gaucho de A.A.

    ResponderExcluir
  2. Acompanho com certa frequência este sitio. Tem assuntos colocados de forma relevante. Não deixem morrer.
    +24 horas

    ResponderExcluir